A Parábola da Figueira e sua Interpretação

 
 

E para os "sinais" da volta do Senhor Jesus e do "Tempo do Fim" são vários . Mas para mim, o mais marcante é o de: Mateus 24: 32 ao 34. "32 - Aprendei pois esta parábola da figueira: quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. 33 - Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que Ele (Jesus) está próximo (Sua volta) às portas (não está longe, caminhando, viajando, percorrendo o caminho, mas já está "as portas", já está na entrada). 34 - Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam".

    Jesus está dizendo: Aprenda, pesquise, estude o que significa a "Parábola da Figueira". Então vamos aprender o que significa a "Parábola da Figueira". O que produz a Figueira?! Figos! Certo? Certo! Tem muitas pessoas que não acreditam que a Figueira representa Israel (povo judeu). Mas então vamos ver, pesquisar na Bíblia e aprender:

    Essa "Figueira" Vamos ler Jesus fazendo uma comparação: Lucas 13: 6 ao 9. "6 - E dizia esta parábola: Um certo homem tinha uma figueira plantada em sua vinha, e foi procurar nela fruto, não o achando; 7 - e disse ao vinhateiro: Eis que há três anos venho procurar fruto nesta figueira, e não o acho; corta-a (extermina, acaba com Israel e cuida agora só da Igreja); porque ocupa ainda a terra inutilmente? 8 - E, respondendo ele, disse-lhe: Senhor, deixa-a este ano (mais um tempo), até que eu a escave e esterque. 9 - E, se der fruto, ficará, e, se não, depois a mandarás cortar". Essa figueira, representa Israel que rejeitou o Senhor Jesus aquele tempo por 3 anos e meio. Mesmo os apóstolos sendo judeus, houve também conversão do povo judeu, (mas Deus, é Deus de Israel de todo o povo). Israel de um modo geral negou e rejeitou o Senhor Jesus como Messias, como Salvador. E com essa rejeição veio Israel (povo judeu) a ser cortado e disperso com a "grande tribulação, no ano 70 da nossa era (Essa GT do ano 70 é "sombras" da GT que está para acontecer em nossos dias".

    Vamos agora aí mesmo no N.T. em Mateus 24: 32 ao 34. "32 - Aprendei pois esta parábola da figueira: quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. 33 - Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que Ele (Jesus) está próximo (Sua volta) às portas (não está longe, caminhando, viajando, percorrendo o caminho, mas já está "as portas", já está na entrada). 34 - Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam". Essa "figueira" representa a nação de Israel dos dias de hoje e perceba que essa "Grande Tribulação" atingirá agora a todos nesta terra. Mais detalhes em Lucas 21: 34 ao 36. "34 - E olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriagues, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele Dia. 35 - Porque virá como um laço sobre TODOS OS QUE HABITAM A FACE DA TERRA. 36 - VIGIAI pois em todo o tempo, ORANDO, para que sejais havidos por dignos de EVITAR TODAS ESTAS COISAS que HÃO DE ACONTECER, e de estar em pé diante do Filho do homem. Nestas passagens da "Figueira" têm um Enigma dizendo o seguinte: Quando Israel voltar a ser uma nação novamente. Ela volta a brotar e renova suas folhas.

    Existe então um paralelo entre as figueiras (Israel) no que diz respeito a destruição de Jerusalém e do Templo e a volta do Senhor Jesus para nos buscar. O próprio Senhor Jesus, percebam isso! O Senhor Jesus afirmou que não passaria essa geração.

    Vamos dar uma repassada:

    Mateus 24:34 "Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam".

    A geração do Senhor Jesus. Não passou mesmo, e no ano 70 veio a destruição de Jerusalém e do Templo. Aí a "Figueira" Israel secou, não deu fruto ao Senhor Jesus e secou. Então vamos ler: Marcos 11: 12 ao 14 e Marcos 11: 20 e 21. "12 - E, no dia seguinte, quando saíram de Betânia, (Jesus) teve fome, 13 - E, vendo de longe uma figueira que tinha folhas, foi ver se nela acharia alguma coisa e chegando a ela, não achou senão folhas, porque não era tempo de figos. 14 - E, Jesus, falando, disse a figueira: Nunca mais coma alguém fruto de ti. E os seus discípulos ouviram isto. ... 20 - E eles, passando pela manhã (de outro dia) viram que a figueira se tinha secado desde as raízes. 21 - E Pedro, lembrando-se, disse-lhe: Mestre, eis que a figueira, que Tu amaldiçoaste, se secou".

    E na passagem de Lucas 21: 29 ao 36. A "Figueira" que é Israel voltou a brotar, renovou suas folhas, voltou novamente a vida, e Israel é criado como nação em 1948. E aqui está o AVISO de Deus, o AVISO do Senhor Jesus: "E ASSIM TAMBÉM, QUANDO VIRDES ACONTECER ESTAS COISAS, SABEI QUE ESTÁ PRÓXIMO O REINO DE DEUS'.

    Já estamos no ano de 2011 e Israel continua rejeitando o Senhor Jesus como Messias. Também na "Grande Tribulação" do ano 70 d.C., mostra que Israel sofrerá ainda uma segunda vez, novamente dentro desta geração geração que estará completando 70 anos em 2018, e que como vimos, eles (povo judeu) continuam rejeitando ao Senhor Jesus.

    Você consegue já compreender o enigma?! Você consegue compreender porque Jesus tão bom, tão amoroso, amaldiçoa uma figueira, e sendo que nem tempo de figos era. Consegue já compreender?

    Se alguém ainda é incrédulo e não acredita que a figueira é representação de Israel, vamos ler agora: V.T. no livro do profeta Jeremias 24: 1 ao 10. "1 - Fez-me ver o SENHOR, e vi dois cestos de figos (frutos da figueira) postos diante do Templo do SENHOR, depois que Nabucodonosor, rei da Babilônia, levou em cativeiro a Jeconias, filho de Jeoaquim, rei de Judá, e os príncipes de Judá, e os artífices, e os ferreiros de Jerusalém e os trouxe à Babilônia. 2 - Tinha um cesto de figos muito bons, como os figos temporãos; mas o outro, ruins, que de ruins que eram, não se podiam comer. 3 - Então, me perguntou o SENHOR: Que vês tu, Jeremias? Respondi: Figos; os figos muito bons e os muito ruins, que, de ruins que são, não se podem comer. 4 - A mim me veio a Palavra do SENHOR, dizendo: 5 - Assim diz o SENHOR, o Deus de Israel: Do modo por que vejo estes bons figos, assim favorecerei os exilados de Judá, que eu enviei deste lugar para a terra dos caldeus. 6 - Porei sobre eles favoravelmente os olhos e os farei voltar para essa terra; edificá-los-ei e não os destruirei, plantá-los-ei e não os arrancarei. 7 - Dar-lhes-ei coração para que me conheçam que Eu Sou o SENHOR; eles (judeus - Israel) serão o Meu povo, e Eu serei o Seu Deus; porque se voltarão para Mim de todo o seu coração. 8 - Como se rejeitam os figos ruins, que, de ruins que são, não se podem comer, assim tratarei a Zedequias, rei de Judá (Judá era uma das tribos de Israel), diz o SENHOR, e as seus príncipes, e ao restante de Jerusalém, tanto aos que ficaram nesta terra como aos que habitam na terra do Egito. 9 - Eu os farei objeto de espanto, calamidade para todos os reinos da terra; opróbrio e provérbio, escárnio e maldição em todos os lugares para onde os arrojarei. 10 - Enviarei contra eles (contra Israel) a espada, a fome e a peste, até que se consumam de sobre a terra que lhes dei, a eles e a seus pais".  (Hitler tentou, o Anticristo tentará exterminar a nação judaica, mas sobrará os "figos bons", os remanescentes).

    Vamos agora observar mais uma passagem das Escrituras muito interessante envolvendo a figueira: Evangelho de João 1: 45 ao 50. "45 - Filipe encontrou a Natanael e disse-lhe: Achamos aquele de quem Moisés escreveu na lei, e a quem se referiam os profetas: Jesus, o Nazareno, filho de José. 46 - Perguntou-lhe Natanael: De Nazaré pode sair alguma coisa boa? Respondeu-lhe Filipe: Vem e vê. 47 - Jesus viu Natanael aproximar-se e disse a seu respeito: Eis um verdadeiro israelita, em quem não há dolo! 48 - Perguntou-lhe Natanael: Donde me conheces? respondeu-lhe jesus: Antes de Filipe te chamar, eu te vi, quando estavas debaixo da figueira. 48 - Então, exclamou Natanael: Mestre, tu és o Filho de Deus, tu és o Rei de Israel! 50 - Ao que jesus lhe respondeu: Porque te disse que te vi debaixo da figueira, crês? Pois maiores coisas do que estas verás". Vamos entender esta passagem: Quando o rei Herodes sabendo que em Israel, havia nascido o Rei de Israel, mandou Herodes então matar todas as crianças. O Senhor Jesus, escapou porque Deus enviou um anjo que avisou José e Maria, que fugiram para o Egito. João Batista sis meses mais velho que o Senhor Jesus, também escapou, mas não temos notícias de como Deus livrou João Batista da morte. Segundo os historiadores dessa época, estava também a mãe de Natanael próxima a uma figueira. Quando ela avistou o exercito de romanos vindo. Então rapidamente, ela esconde Natanael debaixo das folhas da figueira, e Natanael também escapa da matança, escapa de ser morto pelos romanos. E quem sabia deste fato, eram somente Natanael e sua mãe. E quando o Senhor Jesus revela isto a Natanael dizendo: "que antes de Felipe o chamar, que Ele Jesus já o tinha visto debaixo da figueira". Natanael então realmente diz: "Mestre, Tu és o Filho de Deus, Tu és o Rei de Israel". Em outras palavras Natanael, estava afirmando que Jesus verdadeiramente é o Messias. Agora pense comigo: Jesus neste dia que viu Natanael, também era uma criança e estava no Egito. Mas Jesus também é Deus e vê, houve todas as coisas. Deus vê você a todo momento de sua vida. Eu, você nunca estamos sozinhos...

    Voltando ao assunto da "Figueira":

    Quando Adão e Eva pecaram, qual foi a solução que eles encontraram? Vamos ver: Gênesis 3:7. "Abriram-se, então, os olhos de ambos; e, percebendo que estavam nus, coseram folhas da figueira e fizeram cintas para si". A solução para Adão e Eva foi a figueira. E para nós de onde vem a solução?! Também da figueira! Vamos conferir: João 4:22. "Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos, porque a salvação vem dos judeus". Porque a salvação vem dos judeus, a salvação vem da figueira. Jesus é a árvore da vida. Jesus é descendente dos judeus. E dEle e somente nEle temos salvação. A salvação não veio do Brasil, não veio dos Estados Unidos. mas veio de Israel, dos judeus, da figueira. 

Clique na Imagem para ampliá-la

      Voltando ao assunto do nascimento de Israel em 1948 (veja destaque no jornal de 1948). A Figueira (Israel) volta a brotar, nasce de novo. E uma geração tem 70 anos, e Israel completará 70 anos em 2018. Entendemos também que a Grande Tribulação será um período de 7 anos, e por causa de rejeição ao Senhor Jesus, Israel a Figueira irá passar pela Grande Tribulação.

    E para terminar esse assunto. Vamos ler: Isaías 66:8. "Quem jamais ouviu tal coisa? Quem viu coisa semelhante? Pode, acaso, nascer uma terra num só dia? Ou nasce uma nação de uma só vez? Pois Sião, antes que lhe viessem as dores, deu à luz seus filhos". Sião, Monte Sião, é outro nome de Jerusalém, de Israel da Figueira. Agora prestem muita atenção!!! "Deu à luz seus filhos (se tornou nação em 1948), antes que lhe viessem as dores. Que dores são estas? Vamos ler Jeremias: 30:7. "Ah! Que grande é aquele dia (tempo), e não há outro semelhante! É "Tempo de angustia para Jacó" (Israel); ele, porém, será livre dela". É tempo de angustia para Jacó, tempo de angustia para Israel, tempo de angustia para a figueira. E o que é tempo de angustia? Vamos ler Mateus 24:21. "...porque nesse tempo haverá "Grande Tribulação", como desde o princípio do mundo até agora não tem havido e nem haverá jamais". É o tempo de Grande Tribulação que terá que acontecer em todo o mundo, no tempo que o renascimento de Israel completar 70 anos. Esse é o enigma. Quanto tempo nos resta? O que Deus tem visto em nós? Será que estamos preparados?!

 

 
 
 

 Pode ser copiado e distribuído livremente...

 

A Serviço do Rei  - Jesus está Voltando!!!  Você está Preparado???    ? Copyright Site ASR - Todos os direitos reservados - 2011